Tudo azul

Foto por: Jornalismo Playball Eventos - empresas terça-feira, 8 de outubro de 2019

Manchester City acaba com o 100% do Real e emenda terceira vitória consecutiva


Por Mateus Lemos

 

O Manchester City - CS enfrentaria os dois líderes nas últimas rodadas e bastava um empate em um dos jogos para se classificar. Porém o time fez melhor e venceu o Real Madrid - 1018 e 1004 por 5 a 0 em jogo válido pelo Grupo 2 na 7° rodada da Copa Leo. Com grande atuação de Carlinhos e importantes contribuições de Saulus e Alê, os citizens abriram 2 a 0 no primeiro tempo e construíram a goleada na etapa final, aproveitando o desgaste do adversário. O Real só jogou com uma das lojas e teve o desempenho comprometido, mas batalhou até onde teve valências. Além perder os 100% de aproveitamento, os merengues viram o grupo embolar pela vaga direta às quartas de final. Três equipes com nove pontos (Real Madrid, Inter de Milão e Manchester City),  porém a liderança e a vantagem no saldo de gols são dos citizens. Vai pegar fogo a última rodada no grupo.

 

Os amigos do Kevin De Bruyne vieram com bancários e Leandro de novidade, estreando pelos ingleses. Porém o camisa 10 Jefferson, o Baixinho, era importante desfalque. Ipiranga presente e Sorocaba ausente. A distância  entre as lojas pesou para o Real Madrid, que além de não ter Fábio Henrique, Maurício, entre outros, teria que jogar com um a menos o confronto inteiro.

 

Aos 2 Micael do Real recebeu na frente, arrancou e quando tentou driblar o goleiro, Alê foi preciso na saída e impediu o tiro. Alê, que deixou a camisa do "PSG da Vila" em casa, também atende por Rato, e não Pato ou Sapo. Aos 6 Mateus Bomba do City tocou de calcanhar para Humberto na lateral esquerda, que finalizou de longe ao lado.

 

O Manchester nos primeiros minutos estava pilhado e se cobrando em excesso. Se autopressionando pela vantagem no número de atletas e a chance de ouro de desbancar o oponente enfraquecido. Todavia o Real nem parecia que estava com um a menos e se desdobrava em quadra.

 

Aos 8 tabela de Saulus e Carlos Alberto, o Carlinhos, no ataque, o camisa 9 recebeu passe na ponta esquerda e soltou pancada na trave espanhola. Aos 11 Micael aproveitou bola interceptada no ataque, arrancou e arrematou para fora. Não existe adversidade em quadra para Micael, programado para apenas jogar bola.

 

O City avançou o time e jogava principalmente pelas laterais. O time do Ipiranga, não o do posto, deixou Micael no comando de ataque para apostar corrida com os marcadores e o restante do time ao melhor estilo "defense!" da NBA. Aos 14 o City ficou pendurado em faltas mesmo com um a mais.

 

Aos 16 Guilherme recuperou bola na defesa, tocou para Micael, que ligou o turbo e foi embora, só parou no ataque pelo lado direito em dividida com o zagueiro, mas a bola sobrou para Guilherme na área que viu Rato crescer e bloquear o tiro. O Real parecia mais perto do gol que o oponente.

 

Porém Saulus tratou de mostrar que o Real teria que se superar para vencer o City. Carlinhos fez o pivô no ataque para Saulus, que chutou no ângulo para abrir o placar aos 18. Dois minutos após Guilherme serviu Rubenfram que arriscou de longe e a bola tirou tinta da trave.

 

Antes do fim parcial, Micael parou em Rato, o Mestre Splinter do City, em shootout e na continuação do lance a bola voltou para os azuis, Carlinhos finalizou do meio de quadra, o goleiro Kenny bateu roupa e no rebote o próprio Carlinhos guardou o 2 a 0. O City jogou melhor e construiu a vitória, porém o Real incomodou, teve chances claras e o Rato roeu a bola para impedir os gols.

 

No segundo tempo a turma de Sorocaba fez falta e nem Micael salvou o Real. Logo no reinício Saulus perdeu boa chance finalizando por cima. Aos 3 Leandro recebeu na lateral esquerda, cortou para o meio e mandou o balaço que Kenny defendeu no alto. Aos 5 Gabriel do City soube o que fazer, diferente do jogo anterior, e emendou um tiro de longe que levou perigo.

 

Aos 7 Carlinhos cobrou lateral pela esquerda no lado oposto e encontrou Saulus que de primeira bateu firme e fez 3 a 0, segundo do atacante. Que na sequência perdeu um tento na entrada da área após belo passe de Carlinhos em velocidade. O jogador a menos passou a pesar para os espanhóis, que baixaram o nível de concentração e intensidade. Enquanto os citizens queriam mostrar que a "síndrome do segundo tempo", quando tem queda de rendimento surpreendente, tinha ficado para trás.

 

Fernando Cardeal, o Canavarro do Ipiranga, iniciou a jogada na defesa, acionou Micael no ataque, que ganhou na corrida dos marcadores e finalizou para fora aos 12. No entanto a resposta foi na medida – Saulus recebeu na ponta esquerda, tocou mais atrás para Gabriel que arriscou e Kenny não defendeu. 4 a 0 City.

 

Aos 17 Rubenfram lançou cobrança de falta da defesa para o ataque, Fábio Falchi resvalou de cabeça e a pelota beliscou o travessão. Porém a resposta inglesa estava sempre melhor. Leandro arriscou de longe, Kenny ofereceu rebote e Carlinhos fez o segundo dele e o quinto azul. Os gols minaram a confiança madridista, que já cansados jogavam como podiam. O City nada tinha a ver e buscava ampliar o resultado.

 

Mateus “Azul” Marinho trocou de apelido e usou o Bomba no chute que mirou o gol, mas acertou Rogério na área que não conseguiu completar para as redes e aos 22. Rogério passa bem, apesar de ter corrido risco de vida ao entrar na frente do disparo do Marinho bombado. Dois minutos após Guilherme em arrancada finalizou na linha de shootout e Rato defendeu no canto. Prêmio ao Real pela desportividade, mas a vitória foi inglesa por 5 a 0.

 

Carlinhos, que participou de quatro dos cinco gols azuis, falou com a nossa equipe após o jogo.




– O jogo estava difícil mesmo com os caras com um a menos, o jogo foi difícil, foi correria. Depois que nós abrimos 2 a 0 conseguimos tocar a bola e aí o jogo desandou. Com os caras com um a menos não iriam conseguir correr atrás. Vai ser um jogo difícil (contra o Inter de Santos), eles também estão fortes, vamos lutar e vamos ganhar esse jogo. Lá no setor é "mó" resenha lá com os caras, a gente sempre fica brincando para querer correr e jogar, todo mundo agita todo mundo para correr – comentou Carlinhos, que não queria dar entrevista alegando timidez, mas falou muito bem no fim das contas.


Os amigos de Pep Guardiola voltarão a cancha da G-8 dia 26, às 18:00, contra o Inter, em jogo que pode valer a vaga direta às quartas de final. Já o Real encara o Valencia no clássico espanhol na partida que antecede Inter e City.

 

Gols da rodada, resultados dos jogos, tabela, artilharia, classificação, fotos das partidas e muito mais acesse:

 

https://www.youtube.com/channel/UCmRq_n-xFG4cyfME0DNAUlQ

 

http://campeonatos.playball.com.br/Home/Campeonatos/2383

 

https://pt-br.facebook.com/pg/playballsociety/photos/