CAMPEÕES!

Foto por: Jornalismo Playball cod.100 terça-feira, 3 de dezembro de 2019

Duas das melhores equipes da Copa BNP Paribas estavam frente a frente. Nos corredores, o torcidômetro apontava um grande apoio no Alpha Society, que buscava impedir o bicampeonato do Finance. Aliás, os dois times haviam se enfrentado na decisão passada. O clima de revanche e de bom futebol estava no ar, com briga entre a artilharia e o MVP do campeonato. No final das contas, Daniel Augusto foi o cara da emoção ao dar o título ao Alpha, 2 x 1, com toda a justiça pelo que o lado tricolor apresentou durante o torneio.

Começo de embate com as duas equipes marcando pressão, ninguém queria dar espaço e a alta velocidade surpreendia a todos por conta do forte calor. A primeira oportunidade clara veio do lado branco, com João Paulo rolando para Danilo Valentim bater com perigo pelo lado direito, assustando Fernando Guerreiro no canto esquerdo. No lance seguinte, Roger Soares buscou o passe na quadra de ataque, Danilo Alves foi esperto, disparou pelo lado esquerdo, deu um tapa na frente e buscou o cruzamento, mas Charles foi gigante e colocou para a linha de fundo.

A primeira investida do Alpha no ataque veio com Vitor pegando a bola na quadra de defesa, soltou o passe para Maxwell e a devolução ao camisa 15 rendeu o chute à direita de Vinícyus. A resposta dos atuais campeões veio na recuperação de bola de Bruno Pontes, passe e tiro de Danilo Valentim, levando muito perigo, à direita de Guerreiro.

Aos 14 minutos, Arílson fez um lançamento espetacular, com GPS para o artilheiro Thiago Lopes dominar na entrada da área e soltar o tiro no canto direito, mas Vinícyus e o poste direito não deixaram com que a rede balançasse. No giro seguinte, não teve perdão! Ubiratan encarou a marcação, rolou para Thiago na ponta esquerda e o passe cruzado encontrou os pés do camisa 10, que precisou só empurrar e causar um terremoto tricolor. 1 x 0!

O Finance não se abalou com o tento sofrido e continuava dando trabalho à melhor defesa do campeonato. Jonas serviu Denílson na entrada da área, domínio e uma tentativa de bicicleta, que, se fosse executado seria o gol do campeonato, porém, Vinícius chegou de costas e evitou o lance plástico.

O gol de empate era questão de tempo, e aos 24 minutos, falta frontal a um passo da área, barreira montada e toda a torcida contra possível, mas não adiantou e Jonas ignorou a zica recebida pela galera e soltou a paulada no meio da barreira, que abriu e venceu Fernando Guerreiro. Tudo igual na decisão! 1 x 1!

Os atuais campeões se animaram, e antes do intervalo, quase anotou a virada com Danilo Alves telegrafando o passe para Carlos na ponta direita, tiro perigoso por cima. A resposta do Alpha veio na bola parada, Charles emendou uma sapatada, mas Jonas estava bem postado na defesa e colocou para longe. Fim da primeira etapa, equilíbrio dos dois lados e uma bela festa do lado de fora.

A etapa complementar veio com a intensidade dando lugar à cautela. Ninguém queria arriscar e as defesas começaram a ganhar destaque. O primeiro bom momento veio depois dos 5 minutos com Danilo Alves cobrando lateral para o tumulto e Bruno atirou nas mãos de Guerreiro. A resposta do Alpha quase foi letal com Thiago deixando Ubiratan na cara do gol, Vinícyus dividiu com o avante, parcialmente afastou, a sobra ficou com o artilheiro do campeonato não perdoar, mas acabou isolando.

Aos 10 minutos, Daniel Augusto aproveitou a sobra da defesa branca, preparou o chutaço de longa distância e venceu Vinícyus, que não achou nada no canto direito. Olha o gol do título aí! Alpha novamente na frente e um terremoto tricolor nos corredores! 2 x 1!

O gol deixou o Alpha confortável, enquanto o Finance sentiu feio o golpe e quase levou o terceiro no ataque seguinte, quando Charles acertou um tiro cruzado (invejosos dirão que foi cruzamento), Vinícyus se atrapalhou, desviou a redonda e tocou na trave. Quase! Na sequência, Vitor rolou para Ubiratan e a bomba parou nas mãos do 1 Finance!

A partida chegou nos minutos críticos e por pouco o Finance empatou. João Paulo inverteu o jogo para Bruno Pontes na ponta direita, evitou a saída e levantou para JP18 finalizar por cima. Olha o tempo-extra e a chance do bicampeonato indo para o espaço!

Nos acréscimos, Calado lançou Thiago, que disputou a posse com Vinícyus. No primeiro instante, o arqueiro tinha levado a melhor, mas em seguida acabou chegando atrasado e derrubou Daniel dentro da área. Penalidade marcada e o terceiro tento do Alpha derrubaria até a cabine de transmissão. Diego chamou a responsabilidade, bateu no meio, mas Vinícyus se redimiu, e mesmo caindo para o lado esquerdo, acabou esticando a mão para evitar o gol. A perda do pênalti não faria falta, e com o apito final, veio a festa e a sensação de “vingados” pela perda na temporada passada.

Parabéns, Alpha Society, pela conquista!  Melhor defesa, artilharia, MVP, além do caneco. Tá bom ou quer mais? Será que na temporada que vem teremos a trilogia? Certamente o Finance não vai deixar barato o vice-campeonato e virá mais forte do que nunca. Esperamos as cenas do próximo capítulo.

 

Ficha técnica

 

Alpha Society 2 x 1 Finance FX F.C.S. – Final do XIII Copa BNP Paribas 2019

Gols: Ubiratan e Daniel Augusto (AS); Jonas (F)

Cartão Amarelo: João Paulo (F)

MVP da final: Daniel Augusto (Alpha Society)

MVPs do campeonato: Maxwell (Alpha Society) e Danilo Alves (Finance F.X.)