Estreia de gala

Foto por: Jornalismo Playball 2019 quinta-feira, 13 de fevereiro de 2020

Por: Pamela Emerich

A IX Copa Playball Feminina estreou com jogos muito bons de assistir. O duelo entre ABV e Villa Verde teve chuva de gols bonitos e jogadas de velocidade.


Realizando uma boa campanha na última temporada, o ABV entrou em campo vestindo swu tradicional branco e laranja, com vários reforços para disputar a IX Copa Playball. Já o Villa Verde, equipe tradicional, que manteve praticamente as mesmas jogadoras da última temporada, usou coletes verdes.


O Villa Verde deu início à partida e tentava se manter no campo de ataque. A camisa 5, Thauany recebeu no fundo e chutou forte. A goleira Renata pegou.


A equipe de verde conseguia levar perigo e continuava buscando o gol. E aos 3, em jogada de bate e rebate, a bola sobrou para a camisa 7, Fabrícia, chutar e acertar o lado direito do gol. 


O ABV acordou para a partida e passou a atacar. Em jogada pela esquerda, Alana, camisa 20, recebeu em velocidade, limpou uma marcadora, encontrou espaço e chutou forte. A goleira Sandra caiu, mas não conseguiu pegar.


O jogo ficou truncado, mas o ABV conseguia atacar mais, pois encontrava espaços na defesa do Villa Verde. O time verde, por sua vez, tentava criar chances de ataques, mas não conseguia encontrar espaços e tinha dificuldade na troca de passes. 


A equipe branca e laranja teve uma boa oportunidade em falta cobrada pela 16, Deyse, mas a bola passou por cima do gol. 

O ABV dominava a partida, criava mais chances, mas encontrava pela frente a goleira Sandra e as camisas 9, Caroline e 6, Simone, que fechavam a defesa e interceptavam as tentativas de infiltração das adversárias.


Aos 10, e equipe do ABV abriu vantagem com a camisa 11, Elenice, que recebeu um belo passe da 20, Alana depois de uma lindíssima jogada individual. Elenice olhou para o gol e caprichosamente, chutou no cantinho na saída da goleira.


Com maior domínio da partida, o ABV se encontrou e faz o terceiro. A camisa 2, Gislaynne, recebeu na entrada da área e acertou um belo chute, que matou a goleira Sandra.


A segunda etapa preparava muito mais para os times. O Villa Verde roubou a bola na saída e arrancou com a 14, Amanda de Jesus, mas a goleira caiu bem para fazer a defesa. 

Aos 3, o ABV ampliou o placar com Gislaynne, camisa 2, que em um bate e rebate recebeu uma sobra na frente do gol e conseguiu tocar para dentro e marcar o quarto.


A equipe branca e laranja dominava a partida e se manteve no campo de ataque. Criava mais jogadas e testava a resistência do Villa Verde. Aos 8 o ABV amplia novamente com Gislaynne, que recebeu cruzado em frente ao gol e acertou no canto. 


Aos 11, a camisa 9 do ABV, Caroline, recebeu em frente a área e acertou um belo chute para fazer o sexto da equipe laranja e branca. 


Aos 14, Maria Fernanda, camisa 21 do ABV, disparou em velocidade e encontrou Gislaynne, camisa 2, sozinha na área e com frieza, chutou tirando da goleira para marcar o sétimo


Aproveitando o bom momento na partida o ABV faz mais um com a Alana, camisa 20, que chutou de fora da área e marcou o oitavo. 


A equipe do Villa Verde sentiu o cansaço e tinha dificuldades em segurar os ataques rápidos do ABV. Aos 17, em jogada de velocidade pela direita, Alana chutou e a goleira rebateu. Na sobra, Gislaynne aproveitou e colocou pra dentro.


A equipe branca e laranja aproveitava todas as oportunidades que surgiam e aos 19, Alana disparou em velocidade e tocou para gol na saída da goleira marcando o décimo. 


Aos 20, mais uma vez Alana, recebeu em velocidade pela esquerda e chutou cruzado sem chance de defesa. O branco e laranja não baixou a guarda e aos 21, a camisa 11, Elenice, chutou de fora e ampliou ainda mais para o ABV, anotando o décimo segundo


O Villa Verde teve algumas chances com a 5, Thauany, que chutou de fora, mas não conseguiu marcar e diminuir a diferença.


Com a vitória, o ABV soma 3 pontos e vai mais tranquilo para a próxima rodada, buscando a classificação para a série A. Já o Vila Verde vai precisar vencer para disputar a vaga no pelotão de elite.